Arquivo da tag: música-independente

Full Time Rockers no Palco Rock da #Feira10

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Compacto.Rec lança em Março a banda baiana Maglore

O compacto.Rec em Março, mês de carnaval lança o primeiro álbum completo
da banda Maglore, o grupo tem circulado por boa parte do país e é alvo
de boas críticas por onde passa, conquistando também uma legião de fãs.
Maglore é a segunda banda Baiana lançada no projeto que contou com a
presença dos Barcos em Janeiro provando que a Bahia tem possibilidades
artísticas infinitas e de muita qualidade.

O Compacto.Rec

O Compacto.Rec é um projeto de lançamento mensal de álbuns virtuais em rede, com o
objetivo de estimular a circulação e distribuição de bandas da cena
independente latino americana. O trabalho é uma realização do circuito
Fora do Eixo, uma rede de trabalhos colaborativos e os agentes que
integram a equipe são oriundos dos mais distintos lugares do país que,
através da internet trabalham em conjunto executando toda a pré-produção
do Compacto.Rec: uma compilação com músicas, letras, release, fotos,
vídeo, banners e avatares, que são divulgados em todos os veículos de
comunicação integrados a rede.

Desde 2007 o Compacto vem trazendo lançamentos diversificados em diversos
aspectos e principalmente, em estilo musical agrupando um rico acervo
cultural que atrai visitantes de todo o Brasil, só em 2009 foram mais de
vinte mil downloads no ano. Já passaram pelo site bandas renomadas como
Porcas Borboletas, Nevilton, Diego e o Sindicato, o rapper Linha Dura e
outros. Em 2010 o projeto expandiu mais uma vez suas fronteiras em
Outubro com seu primeiro lançamento internacional o álbum “YYY” da banda
Falsos Conejos de Buenso Aires (ARG) além de ter sido recentemente
contemplado pela Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural
para Internet.

A Banda

Em agosto de 2009 nascia o MAGLORE. Conceitualmente, o quarteto faz um
rock “tropical”, ou, segundo a crítica (Laboratório Pop/Ricardo Schot):
indie rock. De todo modo, não deixa de ser também pop, assumidamente –
com um conceito reformulado desse termo tão temido pelas bandas. Isso
porque o grupo acredita num novo rumo para a música pop, mas não
acredita que ela tenha que ser mal feita, ou presa às fórmulas
“cansadas” do mainstream.

O grupo, advindo de Salvador-BA, é formado por Léo Brandão (teclado e
guitarras), Nery Leal (baixo), Igor Andrade (bateria) e Teago Oliveira (Voz e guitarras )
.

O Disco

O
disco, intitulado “Veroz”, de produção inteiramente independente do
grupo. O álbum traz as músicas do trabalho antecessor, o EP de cinco
músicas: “Cores do vento”, somados às novas canções que compõe o disco
“VEROZ”. É um trabalho heterogêneo, todavia, com a mesma precisão
estética entre as músicas.

O acabamento estético de “VEROZ”, inspirado na obra do argentino Diego Gravinese (www.diegogravinese.com),
é um reflexo do diversificado conteúdo musical da banda. Fugindo de
conceitos, trata-se de um disco de música essencialmente popular. Feito
para se cantarolar no chuveiro, nas ruas – e nos shows! – é um conjunto
de músicas diferentes entre si, que, contudo, remetem a uma identidade
musical própria, seja pelas letras, pelos timbres de guitarra ou pela
estrutura das próprias canções. É um disco para se ouvir sem
preconceitos, sem rótulos e de peito aberto, sobretudo porque foi feito
com sinceridade.

Baixe o álbum em: http://compactorec.foradoeixo.org.br

http://foradoeixo.org.br/institucional/blog/compacto.rec-lanca-em-marco-cd-da-banda-maglore

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Relatos de uma Noite Fora do Eixo em Fortaleza

 

 

Dia da festa. Acordei cedo e a primeira coisa que fiz foi olhar para o céu…putz nubladaço ! Vamo lá, tem que acreditar, a festa vai rolar, não vai chover e vai dar tudo certo. As 11h da matina tô chegando na Sabiaguaba com 4 big isopores amarrados no teto do carro pra dar uma força no bar. Chego no lugar da festa e desaba a chuva. A galera do palco que passou a noite ali se vira com as lonas e bacias pra conter a chuva e as goteiras.
Olho pro céu e digo: São Pedro dá uma força aí mano ! Chega o Wellington dono do lugar e diz em um otimismo bem baiano, “olha lá só tá chovendo da ponte pra cá, isso é bom, o vento vai levar a chuva pra longe”. Santo Wellington, não é que cê tava com a razão, São Pedro mandou suspender a chuva e de tarde com o sol e os animos revigorados começamos a montar o circo.
Como eu ia tocar cedo tive que sair de lá umas quatro pra buscar minha banda, a produção a mil entre banheiros químicos, mesa do dj, lonas, bares, luzes, sons, lixos de cores e finalidades diferentes, fogueiras, barco…uff. Depois de um longo circuito pela cidade para buscar Romualdo, Baxim e Marcelo, chego na festa. Uau ! que transformação, aquele lugar de noite é ainda mais mágico, e a galera deu aquele gás na decoração, fogueira rolando, céu estrelado…vamos ter uma festa e tanto.
Eram cerca de 21h30 eu ia ser o primeiro a tocar na festa. De tarde enquanto eu tinha ido fazer a correria pra buscar a banda o Vitoriano tinha ficado passando o som, era chegar, subir e mandar ver. Eu só pensava em quebrar tudo irmão. Era o primeiro show com o batera (Baxim) e o cara só tinha ensaiado uma vez, mas eu sabia que o bicho ia mandar ver.
Dito e feito. Pra o primeiro show da noite não sei se a galera captou toda a energia da apresentação, mas pra gente foi uma pauleira, tocar pra aquela galera naquele visual, não dava pra pegar leve, tinha que dar tudo, dito e feito. Final da apresentação com a mão sangrando e feliz pra caralho !
Daí vem o Pagé Aristides, e o cara é um gigante. Botou fogo na galera com macumba e maracatu. E bote fogo nisso ateado por nosso etílico Cleiton. Ficou mole pro Ivan Timbó arrebentar geral com suas batidas eletrônicas, e o cara tá foda ! Foi a melhor apresentação do Voltas que eu participei com certeza.
The Smokers na área e a lisergia tomando conta das cabeças. Quem viu, viu, quem provou, gostou, e mais não falo.
Daí a minha missão musical tava cumprida, agora era curtir a festa e dar uma força pro que viesse.
E que beleza, noite linda, galera feliz, lua cheia. Cenário armado pro Vitoriano e seus convidados mandarem ver. Entre dubs, sergios sampaios, maculas, girassois e rokn’roll a galera foi curtindo o que nossa cena tem de bom.
De repente a porra explodiu ! A CUFA tá na área primo e tem que soltar o verbo. É CUFA e Fora do Eixo. É a revolução irmão e revolução é conflito, e conflito é construção.
Tem panos quentes não, tem que dizer ao que veio e a hora é agora, e a galera deu o recado pras cabeças e corações. Valeu moçada.
Captou? então aguenta a oia, que vem mais por ai !
Relato de Oscar Arruda



***
6 da manhã um anjo me acorda chorando…2 h depois toca o telefone – Quero mais 3 Ingressos… Levanto. Hoje tem Noite Fora Do Eixo. Toca o telefone novamente: Vou querer mais 7 Ingresos… Fui fazer as entrgas desses ingressos
.
Já que vou de carro, passo pra pegar um amigo e a mulher dele…Chegamos 5 da tarde. Ja estava o Palco quase todo montado, o projetor ja estava posicionado,  liguei o computador e deixamos em posicionamento… Preguei alguns cartazes, ajudei a finalizar alguns detalhes na decoração.
As pessoas começaram a preencher o lindo espaço onde a Festa acontecia a , puxada a principio por Vitoriano, Zoo, Ivan Ferraro, Oscar Arruda,  entre outros grandes músicos depois entrou o Ivan Timbó, junto com a Soledad Brandão e banda. Felipe Cazaux participu tamém
Projeções fluindo,Fogueira, Dança, Tambores, Corda Bamba, Malabares com Fogos tudo em forma sincronizada dançando uma Festa implacável.

Surge o Linha Durar (MT),  que logo convida um represantante da CUFA na Alemanha pra cantar junto no palco, também subiu o Preto Zezé, novo Presidente da CUFA, formando um trio que levantou e animou geral a galera presente.

Relato de Maximiliano Leguiza

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Feira da Música abre inscrições para a Mostra de Música Independente em 2011

A Feira da Música de Fortaleza (CE) celebra 10 anos em 2011. A partir de 7 de fevereiro a décima edição abre inscrições para grupos e artistas solo interessados em se apresentar na Mostra de Música Independente do evento. Até 18 de Março, a secretaria geral recebe material de todo o Ceará (com exceção de Fortaleza), dos demais estados do Brasil, da América Latina e de outros países. À parte, uma novidade: artistas de hip hop poderão se inscrever em um processo totalmente digitalizado e gratuito: cinco vagas para o Palco Hip Hop, até então inédito na programação artística da Feira, serão disponibilizadas através do site Toque no Brasil (www.toquenobrasil.com.br). A exemplo do envio via Correios, a inscrição digital não vale para os fortalezenses também.

 

Antúlio Madureira no Palco Instrumental – Feira da Música 2010

A exclusão da capital cearense neste primeiro momento não é por acaso: conforme aconteceu em 2010, em breve os músicos de Fortaleza (de quaisquer estilos e gêneros) poderão enviar seus materiais para participar da seletiva que acontecerá inserida na programação da Mostra Petrúcio Maia. A mostra será realizada ainda no primeiro semestre. Este ano, a X edição da Feira da Música de Fortaleza está programada para o período de 17 a 20 de agosto.

Leia mais na fonte original: http://www.feiradamusica.com.br/2011/02/07/feira-da-musica-abre-inscricoes-para-a-mostra-de-musica-independente-em-2011/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Introduzindo a Rede…

Felipe Gurgel
Da RedeCem Comunicação

Olá! Abaixo, em itálico, segue um breve texto institucional para situar as pessoas sobre o que é a Rede Ceará de Música (RedeCem). Detalhe que este mesmo texto estará circulando em um flyer que será impresso e distribuído no próximo festival Abril Pro Rock, em Recife (PE), dias 17 e 18 de abril/09.

Nele, você encontra informações ainda sobre o lançamento da Rede.

Vejam:

A Rede Ceará de Música surge como uma referência cooperativa na nova ordem da música brasileira. Hoje, a Rede agrega a Prodisc, Projeto Noise 3D, Hey Ho Rock Bar, Associação Cultural Cearense do Rock (ACR) e Babuê Produções em sintonia com o Circuito Fora do Eixo e quem mais chegar junto diante de seu maior objetivo: dinamizar a cadeia produtiva da música no Ceará e consolidar o circuito cearense como referência de trabalho para o resto do País e do Nordeste.

A iniciativa está aberta e convida novos parceiros para integrar a nova lógica, pautada na economia solidária e nas estratégias de formação e promoção do cenário musical cearense.

Lançamento da Rede Ceará de Música
Data: 29 de Abril (Quarta), às 9h
Local: Centro de Negócios do Sebrae – Av. Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema – Fortaleza (CE)
Contato: redecemusica@gmail.com

1 comentário

Arquivado em Uncategorized