Arquivo da tag: fortaleza

PROGRAMA ENTREPONTOS NO CUCA CHE GUEVARA BARRA DO CEARA

Entre os dias 11 a 23 de Fevereiro e 3 e 4 de Março, aconteceu no Cuca Che Guevara na Barra do Ceará, o Programa Entrepontos (Programa Integrado de Desenvolvimento para os Profissionais de Música do Ceará), desenvolvido e realizado pela Associação de Produtores de Cultura do Ceará (Prodisc) , Midia Mix Comunicaçao e  Rede Ceará de Música (RedeCem).

O curso comandado por Marcus Franchi (Fora do Eixo Brasília – DF) e Ivan Ferraro (RedeCem e Prodisc-Ce), e coordenaçao de Valeria Cordeiro (Midia Mix-Ce),tem como objetivo compartilhar e disseminar a profissionalização de pessoas dentro da area artistica cultural. O programa busca estimular o desenvolvimento sustentável de negócios na musica e cultura cearense, fortalecendo os mecanismos necessários à promoção e desenvolvimento dos produtos musicais já existentes. O público-alvo do programa são os músicos, técnicos, produtores e pessoas que querem cultivar, conduzir e gerir negócios relacionados à Cadeia Produtiva da Música e suas vertentes culturais numa perspectiva solidária.

Nesta edição do ENTREPONTOS  em Fortaleza contou com a participação de cerca de 60 pessoas, entre eles estudantes, músicos, produtores e interessados no desenvolvimento e realização de eventos, pessoas essas que com suas peculiaridades, souberam desenvolver com clareza e determinação o exercício final do curso que envolveu a organização da quarta edição do Grito Rock Fortaleza, evento local associado ao Grito Rock América Latina – o maior festival de música integrado do continente, realizado anualmente durante o período carnavalesco em 130 cidades, sendo divididos em três frentes de trabalhos, PRODUÇÃO,COMUNICAÇÃO e TÉCNICA, nas oficinas de Técnicas de Palco e Montagem de Estrutura; Noções de Comunicação na Produção Cultural; e Produção Cultural e Gestão de Carreiras, que contou com o apoio de facilitadores como  Felipe Gurgel (Jornalista); Thaís Andrade (Produtora- Caldeirao das Artes); Lucas Gurgel (Proodutor ACR); Fernando Figueiredo (Produtor e Diretor de Estruturas e Palco) e Chicão (Rodie e Tecnico de Som) sendo esses últimos  substituídos nos exercícios práticos com desenvoltura por Fernando (Biruta) e Marquinhos (Tecnico de Som Cuca), por conta de compromissos carnavalescos dos mesmos.

A programaçao do curso seguiu da seguinte forma:

11 e 12 de fevereiro – Preparação e estímulo para as oficinas, discussões ampliadas sobre economia da cultura, produção cultural coletiva, arranjos produtivos locais e modelos de redes colaborativas (a exemplo, sobretudo, do Circuito Fora do Eixo).

15 a 19 de fevereiro – Realização das oficinas, palestras e planejamento para o laboratório prático. No dia 17 de fevereiro , houve uma visita guiada ao Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A visita fez parte da programação das oficinas

24 de fevereiro e 3 de março – Reuniões para acompanhamento das atividades do laboratório

4 de março – Finalização do laboratório com a realização do Festival Grito Rock no Cuca Che Guevara

Desde 2010 o programa  ENTREPONTOS vem sendo realizado pelas as cidades do interior do Ceará promovendo a integração e qualificação de porfissionais da cultura, já em 2011 após a edição de Fortaleza, segue para mais uma etapa do projeto em novas cidades.

Por Gabriela Reis

 

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

TRAMPOLIM _itinerante Fortaleza

 

TRAMPOLIM _itinerante Fortaleza
28 a 31 de março de 2011
CCBNB – Centro Cultural Banco do Nordeste
Fortaleza, Brasil

O TRAMPOLIM _ nasce do desejo de facilitar e impulsionar a produção e projeção da arte da performance na cidade de Vitória, possibilitando a ativação e visibilidade necessárias para o seu desenvolvimento. A plataforma será um espaço de encontro de artistas do Brasil, Holanda, Argentina, México, Colômbia, Polônia, Espanha, Itália, Bélgica, Venezuela, Israel, Japão, Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Coréia do Sul, Escócia, Cuba, Finlândia, Irlanda e Porto Rico, para compartilhar e discutir acerca da bagagem que cada um carrega a partir de suas próprias particularidades, características e possibilidades. TRAMPOLIM _ se pensa então como uma oportunidade para debater as práticas e emergências de cada artista, permitindo uma relação ativa de processos colaborativos e de intercâmbio artístico.

Dentro do programa de atividades temos a realização do TRAMPOLIM _itinerante, coordenado por artistas articuladores em outras cidades do Brasil e do mundo, criando uma rota de experimentação dos artistas participantes do TRAMPOLIM _ em parceria com instituições locais. A realização dessa proposta supõe uma otimização das conexões e vínculos fruto de um trabalho em rede empreendido pelo Lap! que, junto a outros artistas e instituições nacionais e internacionais, promove o intercambio de artistas atuantes no cenário internacional da Performance Art. Com este intercâmbio se pretende possibilitar o diálogo interdisciplinar, o diálogo entre artistas e público e o diálogo com as obras; investigando, desenvolvendo e inovando sobre seu elemento de partida em diferentes espaços para a realização de suas poéticas.

O TRAMPOLIM _itinerante Fortaleza é uma parceria do LAP! _Laboratório de Ação & Performance com a revista Reticências… e conta com o apoio do CCBNB – Centro Cultural Banco do Nordeste. Para nós, coordenadores do TRAMPOLIM _, essas parcerias com artistas locais concretizam o estabelecimento de uma relação que, certamente, trará contribuições relevantes na construção desta plataforma de encontro com a arte da performance no Brasil.

 

ARTISTAS

RUBIANE MAIA _Brasil
JOHANNES BLOMQVIST _Suécia
ASLAN CABRAL _Brasil
MARCUS VINÍCIUS _Brasil
VERÓNICA MELONI _Argentina
COLETIVO CURTO-CIRCUITO _Brasil
JÚNIOR PIMENTA _Brasil

+ info:

www.plataforma-trampolim.com

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Rede Ceará de Música Apresenta: Noite Fora do Eixo nas Dunas do Rio Cocó

Apresentações musicais com destaques da nova música independente do Ceará, intervenções artísticas, dj’s, comidas naturais, fogueira, passeio de barco, projeções multimídia e ações sócio-ambientais compõe o cenário da festa realizada em noite de lua cheia às margens do Rio Cocó na Sabiaguaba.

O Circuito Fora do Eixo (FDE) é uma rede de trabalhos colaborativa pautada pelos princípios da Economia Solidária, formada por coletivos de produtores culturais e artistas espalhados por todo o País. Hoje existem 46 pontos Fora do Eixo em todo o Brasil, distribuídos por 19 estados do país. O Circuito FDE estimula a circulação por meio de iniciativas como turnês regionais, portais de notícias, festivais como o Grito Rock (que acontece simultaneamente em 130 cidades) e um selo de discos que tem Macaco Bong e Emicida em seu catálogo.

As Noites Fora do Eixo acontecem em diversas cidades brasileiras (até hoje, foram feitas mais de 500 edições) integrando ao seu formato a interação de diferentes expressões artísticas, música, exibição de filmes, exposições de fotografia e performances. Cerca de 1.500 nomes já passaram pelo projeto. Uma primeira edição da Noite FDE já foi realizada pela Rede Cem em 2010, por ocasião da turnê das bandas Falsos Conejos (Argentina) e A Banda de Joseph Tourton (PE).

A Rede Ceará de Música, RedeCem, coletivo integrado ao Circuito Fora do Eixo, surgiu em abril de 2009, agregando a Associação dos Produtores de Discos do Ceará – Prodisc, Associação Cultural Cearense do Rock – ACR, Caldeirão das Artes, Midiamix Comunicação Viva , Bandeira R, Estúdio Pedrada, Empire Records, além de bandas, músicos independentes e diversos profissionais autônomos que atuam na cadeia produtiva da musica no Ceará. O objetivo da rede é dinamizar a cadeia produtiva da música no Ceará e consolidar o circuito cearense como referência de trabalho na economia criativa.

Nesta Segunda Edição da Noite Fora do Eixo, a Rede Cem abre espaço para apresentar  novos destaques da música autoral independente do Ceará com os Shows de Ivan Timbó (apresentando o EP Voltas) e Oscar (apresentando o EP Uni Verso), e o Show de Vitoriano e convidados: Zoo, Felipe Cazaux, Gilvan da Silva, Fábio Dória e Zé Rodrigues, além dos DJs: Djeyme, Dj Doido, Rapper Linha Dura (MT), Dj Guga de Castro, Dj Rodrigo Fuser e Dj Renatinha. Em um cenário natural deslumbrante, às margens do Rio Cocó em noite de lua cheia, a festa inicia no por do sol e só termina quando o dia raiar. Será uma noite de integração de linguagens, com projeções de Max Leguiza e performances de Aristides Ribeiro, Trupe de Circo A Cura do Planeta e Cia Vidança.

A produção da Noite FDE é pautada por princípios sócio-ambientais, além da gestão dos resíduos sólidos e emissões de carbono produzidos na festa, a RedeCem emplaca as campanhas:

Deixe seu carro e Vá-na-Van: A produção disponibiliza uma van saindo do Dragão do Mar (Bar do Avião) e da Rua Norvinda Pires (Trip Bar) nos horários de 18h, 19h, 20h, 21h e 23h – vagas limitadas por ordem de chegada.

Copo descartável tô fora, leve seu copo: Com intenção de diminuirmos resíduos e emissões de carbono, convidamos a todos para levar seu próprio copo para festa. A natureza agradece!

Veja no vídeo as casa onde será a festa.

 

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

CampanhaGR: Transmita seu Grito!

A transmissão do Grito Rock ao vivo via TV Fora do Eixo foi um projeto lançado em 2010 pelo Clube de Cinema Fora do Eixo. O projeto tem como meta estimular a formação de estações de transmissão nas cidades-sedes do festival e também a documentação histórica da ação.


Em 2010, mais de 30 edições do Grito Rock foram transmitidas ao vivo pela TV, ampliando de forma significativa a visibilidade do festival. A campanha ajudou os coletivos e produtores das cidades aderidas a se apropriar das ferramentas necessárias, que foram úteis em outras ações dos coletivos durante o ano inteiro. Além disso, a transmissão pela TV abriu a oportunidade para que pessoas de diversas localidades pudessem acompanhar os shows da sua banda predileta. Este ano a meta é ampliar o número de transmissões, estimulando os agentes culturais locais a montarem suas estações de transmissões ao vivo.

 

Outro ponto favorável que se destaca na campanha é o potencial de divulgação do festival, que é ampliado pela via da internet. “A grande plataforma de comunicação da maioria dos coletivos e produtores é a internet”, disse Tassio Lopes, do Clube de Cinema Fora do Eixo. “Na internet, o fluxo de informação é constante e a transmissão ao vivo é o meio mais rápido de circulação da informação, além é claro de mostrar o calor do momento, a imprevisibilidade do inusitado do ao vivo”.
Quem nunca realizou uma transmissão ao vivo pela TV, poderá receber um suporte qualificado. A campanha oferece aos agentes interessados as ferramentas para organização das transmissões e propiciando a formação de novos quadros na frente da comunicação.

 

Neste ano a campanha apresenta primeiramente o tutorial para transmissão via Livestream – que você pode ver clicando aqui. O Livrestream apresenta alguns pontos positivos, como ter mais controle da qualidade de imagem e do áudio, mas apresenta um limite de usuários de podem assistir numa conta gratuita. Em pouco tempo, outras alternativas, como a Twitcam também serão apresentadas pelo Clube de Cinema.
Os agentes interessados em transmitir o seu Grito Rock para outras regiões do planeta, podem se inscrever até dia o 8 de março, clicando aqui. Informações diversas do Clube de Cinema do FdE podem ser obtidas via twitter: @clubedecine.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Clube de Patifes em Fortaleza

 

Tivemos o enorme prazer de conhecer o pessoal do Clube de Patifes, ontem no The Pub, eles estão de gira pelo Nordeste. Referência musical de Feira de Santana e região há 12 anos, a banda Clube de Patifes (http://www.myspace.com/clubedepatifes) se apresenta em alguns estados do Nordeste a partir desta sexta-feira (14), levando na bagagem um blues-rock pincelado por ritmos como o forró e o baião.

A turnê, que inclui os estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Sergipe, é consequência do comprometimento com as ações da rede Fora do Eixo e da busca conjunta pela auto-gestão de um panorama independente expressivo.

Confira abaixo uma entrevista coma banda e uma parte do show.

 

 

 

Banda Clube de Patifes Paulo de Tarso (Bateria) – Pablues (Gaita e Voz) – Jo Capone (Baixo) – Stephen Ulrich (Guitarra)

Filmagem – Maximiliano Leguiza
Cobertura Redecem – https://recem.wordpress.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

I Encontro de Música Percussiva

O I Encontro de Música Percussiva é uma iniciativa do Núcleo de Música Percussiva da UFC com o apoio dos estudantes, professores do curso de Música e PET, envolvidos na temática percussiva da cultura, da arte e da educação musical na cidade de Fortaleza.

O evento contará com palestras, mesas-redondas, oficinas e aulas-shows, tendo a participação especial do mestre de cultura Descartes Gadelha artista plástico, ritmista e colaborador dos grupos de maracatus e escolas de samba na cidade.  Além da presença privilegiada de professores, grupos percussivos, profissionais e estudantes que compartilham desta formação contínua.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Lado A Lado B


O projeto “LadoA LadoB” é uma iniciativa do coletivo TEMBIÚ – Alimento de Alma e estimula a pesquisa e produção musical dos artistas Ivan Timbó e Oscar Arruda, que trabalham juntos em diversos projetos musicas, desde 2008.

Trata-se de uma dupla de músicos criadores, que compõem juntos, tocam com o mesmo (e qualificado) naipe de instrumentistas e trilham juntos o estreito caminho da música autoral no Ceará. Com estilos próprios, c…ada um tem sua carreira independente e escolheram se acompanhar, em cada um dos dois trabalhos, para aproveitar a sintonia que desenvolveram como artistas. Juntos, os dois trabalhos se fortalecem na busca de mais espaço para concertos e, juntos, buscam os mesmos canais para difusão de seus respectivos discos: “Uni Verso”, de Oscar, e “Voltas”, de Ivan Timbó. Cada um dos dois trabalhos ganhou identidade própria e, nas duas situações, pode-se notar a sintonia entre esses artistas, que se alternam nas funções de diretor musical e instrumentista.

No LadoA: “Uni verso”, que registra a musicalidade de Oscar num momento em que ele experimenta seu trabalho solo (“uni”) e composições com letras (“verso”), uma vez que sua trajetória como artista é marcada por incursões em grupos de música instrumental. Sua musicalidade é brasileira e universal e os cinco temas escolhidos para o disco transitam pelo samba, rock e jazz, com melodias bem elaboradas e espaço para a improvisação dos músicos que acompanham sua guitarra elétrica (contrabaixo, bateria, piano elétrico e sax, uma formação fortemente influenciada pela fusão jazz-rock dos anos 1970 e 1980). Elementos da estética e do imaginário cearense estão presentes em suas letras, como os pescadores (em “Canoa Veloz”), o mar (em “Praia do Futuro”), o sertão (em “Carnaubais”), o êxodo (em “Bye Bye Ceará”), sempre imersos em uma atmosfera onírica de imagens e sentimentos ao mesmo tempo pessoais e universais como o amor, a saudade e o delírio, revelando por vezes uma profunda conexão espiritual entre o homem e a terra.

No LadoB: “Voltas”, que foi gravado, produzido e masterizado por Ivan Timbó; um disco que registra sua identidade musical em seis temas instrumentais e vocais que passeiam pelo Nujazz (ou Eletronicjazz), estilo de jazz que, a partir de improvisações, funde a música eletrônica com diferentes estilos musicais como o soul ou o funk, gerando ambiências sonoras: um ambiente lounge. Um disco original e conceitual em que as músicas seguem uma mesma unidade, desenvolvida a partir de uma identidade musical visual. Essa concepção gera na sonoridade do disco uma ambiência sonora repleta de texturas e sensações visuais. O vigor estético do disco aproxima a musicalidade de Ivan Timbó à condição de se aproximar das artes visuais, ficando evidente nas apresentações ao vivo, marcadas por projeções visuais que dialogam com a execução musical.

Esses compositores trilham juntos a saga de afirmar suas criações artísticas, alheios à tendências do mercado e imbuídos na peleja coletiva e incansável de fazer a música que acreditam.

A TEMBIÚ – Alimento de Alma apoia e empreende essa iniciativa e apresenta no SESC SENAC Iracema, dias 18 e 19 de dezembro de 2010, parte do repertório desses dois artistas cearenses que apostam no trabalho coletivo.

Para essas apresentações, além do repertório dos dois discos, os artistas mostrarão ao público novos arranjos para alguns clássicos da música brasileira que surpreendem pelo formato eletroacústico e improvisador. Complementam a noite projeções audiovisuais de diferentes artistas fortalezenses, parceiros do projeto, que dialogam com a musicalidade promovida.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized